×

Utilize o teclado para navegar, com Ctrl + nº da tecla

Ctrl + 1 (menu) Ctrl + 2 (conteúdo) Ctrl+ 3 (busca) Ctrl + 4 (mapa) Ctrl + 0 (acessibilidade)

A +

A -

Padrão


Original

Contraste
Turismo

Os Canteiros de Rosas

Área: Monumentos


O grande número de jardins e canteiros com rosas em Sapiranga, uma cultura herdada dos colonizadores alemães, acabou chamando a atenção de visitantes (como do Diretor do Serviço Estadual de Turismo do Estado do Rio Grande do Sul, Osvaldo Goidanich, em 1964), dando ao município a denominação de Cidade das Rosas. A oficialização desta alcunha por parte da cidade se deu na década de 1960 com a elaboração da Festa das Rosas, idealizada na administração do prefeito Oscar Balbuíno Petry. Nesta época se iniciou o cultivo de rosas em viveiros, levando-as a canteiros em ruas e praças da cidade. A comunidade também se engajou na proposta do cultivo de roseiras. Em outubro de 1964 ocorre a Exposição de Rosas, organizada pelo Lions Club, iniciativa que teve sucesso entre a população com o concurso de jardins e que deu origem à Festa das Rosas.
Os canteiros de rosas, a partir daí, mais do que uma tradição culturalmente herdada pela comunidade, tornaram-se um símbolo e cartão postal da cidade. O principal canteiro está localizado na Praça das Rosas, junto ao prédio da antiga estação do trem, que hoje abriga o Museu Municipal Adolfo Evaldo Lindenmeyer. Em 1998, arcos e colunas projetados pela arquiteta Rosane Reichert valorizaram ainda mais os canteiros construídos onde até a década de 1960 ficavam os trilhos do trem.

© Copyright 2019 - Todos os direitos reservados à Prefeitura de Sapiranga/RS

topo