Imprimir Fechar
Sapiranga, 23 de agosto de 2017
Estamos pesquisando sua consulta.
Por favor aguarde alguns instantes!
conteúdo
Pontos Turísticos

Caminhos de Jacobina

O roteiro Caminhos de Jacobina traz pontos que retratam a trajetória do episódio dos Mucker, que marcou a história de Sapiranga na segunda metade do século 19 (confira mais detalhes sobre o episódio na área de História do Município do site). Os pontos oficiais do trajeto são os túmulos dos colonos no Cemitério Amaral Ribeiro, a estátua do coronel Genuíno Sampaio e a Cruz de Jacobina. O morro da Pedra Branca é outro atrativo. Ele fica no trecho inicial em uma curva  da estrada que leva ao topo do Morro Ferrabraz e é parada quase que obrigatória para turistas. Praticantes de esportes radicais se aventuram em escaladas no local (lá no alto há uma caverna/toca na qual os seguidores de Jacobina teriam se instalado para avistar quem chegava, em uma espécie de "torre de controle"). O acesso pelo mato, onde foi construída uma escadaria, atualmente está fechado, já que o espaço fica em uma área particular. Outro espaço, que fica em área particular, é o local onde foram feitas as locações do filme A Paixão de Jacobina, de Luiz Carlos Barreto. O local fazia parte do roteiro, mas, por se tratar de propriedade privada, acabou sendo retirado do programa de visitações. 

 OS PONTOS OFICIAIS 

 O TÚMULO DOS COLONOS NO CEMITÉRIO DO AMARAL RIBEIRO
O túmulo no Cemitério do Amaral Ribeiro de quatro colonos alemães mortos no conflito com os Mucker, na década de 1870, integra o roteiro de Caminhos de Jacobina mostrando a lápide especialmente construída como memorial do episódio. A coluna funerária traz inscrições em alemão do século 19, quando o território ainda era colônia de São Leopoldo. Está escrito na coluna: "Hier ruhen die vier Deutschen Theodor Meinhard, Heinrich Hoffmann, Heinrich Linn und Phillip Kirsch welche am 26 Juli 1874 im Kampfe gegen die Mucker gefallen sind R.I.P. Andenken von den Bewohnern de Colnnie São Leopoldo." A tradução seria: "Aqui descansam os quatro  alemães Theodor Meinhard, Heinrich Hoffmann, Heinrich Linn e Phillip Kirsch que em 26 de julho de 1874 morreram na batalha contra os Mucker. Lembrança dos habitantes da Colônia de São Leopoldo". Abaixo, no pé da lápide, aparece o nome de Jacob Schmitt, escultor da lápide.

 A ESTÁTUA DO CORONEL GENUÍNO SAMPAIO  
A estátua do coronel Genuíno Sampaio foi erguida em 1931 pela comunidade local, descendentes de colonos alemães da localidade do Ferrabraz. A área seria próxima à residência onde teria morado Jacobina Mentz Maurer. O local foi marcado pelas duas últimas batalhas entre tropas do Exército e Mucker. Personagem polêmico da Batalha dos Mucker, o coronel liderava as tropas que lutaram contra o grupo de Jacobina. Falecido em 20 de julho de 1874, durante os confrontos no Morro Ferrabraz, teve o monumento feito pelos escultores R.R. Sherer e A. Küchler.  

 A CRUZ DE JACOBINA
A cruz de madeira foi erguida no local onde, supostamente, Jacobina e alguns dos seus seguidores teriam buscado abrigo para fugir do confronto com as tropas militares e acabaram ali sendo mortos. A cruz foi colocada no início do século 20, depois da visita de um dos remanescentes do confronto dos Mucker (diz-se que o nome do colono que colocou a cruz era Kauer). Não há comprovação do fato, mas acredita-se que neste local Jacobina tenha morrido no combate final.

voltar