Imprimir Fechar
Sapiranga, 23 de agosto de 2017
Estamos pesquisando sua consulta.
Por favor aguarde alguns instantes!
conteúdo

SAÚDE - Vacinação contra gripe começa com movimento tranquilo em Sapiranga

Neste início de vacinação, 1,3 mil doses já foram aplicadas. Previsão é vacinar 20 mil pessoas
Redator: Departamento de Comunicação Fonte: Prefeitura de Sapiranga 18/04/2017
A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe em Sapiranga começou de forma tranquila, bem ao contrário da correria ocorrida em 2016, que até ocasionou a falta de doses das unidades de saúde (em um dia e meio de vacinação no ano passado já haviam sido aplicadas mais de 4,2 mil doses). Até a tarde desta terça-feira, 1,3 mil doses já haviam sido aplicadas, segundo levantamento da Secretaria Municipal de Saúde. O Município que já havia recebido 5 mil doses para dar início à vacinação, recebeu mais 5 mil doses nesta semana, totalizando já metade do previsto para a campanha na cidade, que deve imunizar cerca de 20 mil pessoas que estão incluídas nos grupos prioritários. Já foram aplicadas as vacinas em 24 crianças (um número bastante baixo, que não chega a 1% da meta), 322 agentes de saúde, 28 gestantes, 349 idosos e 622 professores. totalizando 1.313 doses.
 
A vacinação começou para valer nesta segunda-feira, 17 de abril, para todos os grupos prioritários, que incluem idosos, gestantes, puérperas e crianças com mais de 6 meses e menos de 5 anos de idade, entre outros segmentos específicos enquadrados através de estudos sobre pessoas com maior risco de contrair o vírus. Na primeira semana de imunização, de 10 a 13 de abril, apenas profissionais de saúde e professores das redes pública e privada foram vacinados. As doses estão sendo disponibilizadas em todas unidades de saúde do Município. As pessoas devem apresentar identificação que comprove sua condição de grupo prioritário. A Campanha Nacional de Vacinação Contra o Influenza vai até 26 de maio, sendo que no sábado de 13 de maio deve ocorrer o dia da mobilização nacional, o chamado Dia D.
 
 PÚBLICO-ALVO 

Os grupos prioritários para a vacinação da gripe, segundo o Ministério da Saúde,  são as crianças de seis meses e 5 anos incompletos de idades (4 anos, 11 meses e 29 dias); gestantes;  puérperas (mamães até 45 dias após o parto); população indígena; portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais; pessoas com mais de 60 anos de idade; detentos (incluindo adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas) e funcionários do sistema prisional; agentes de saúde e, a novidade deste ano, os professores de escolas públicas e privadas.

A meta estipulada para 2017, de acordo com Daniele Rocha, da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde,  passou de 80% para 90% de cobertura para os grupos prioritários. Com isso,  a estimativa populacional para a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza para o Município é de 19.299 pessoas imunizadas. "É preciso ter consciência que a campanha é voltada apenas para estes grupos prioritários", destaca a secretária municipal Janete.

A Secretaria de Saúde do RS explica que a escolha do público-alvo da vacinação é feita levando em conta as pessoas com mais chances de desenvolver complicações a partir da gripe. Os critérios são construídos a partir da investigação do perfil dos casos graves e dos óbitos verificados devido à gripe.
 
A campanha nacional é uma  iniciativa do Ministério da Saúde, por meio da Coordenação Geral do Programa Nacional de Imunizações (CGPNI), do Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis, da Secretaria de Vigilância em Saúde. A imunização deste ano foi antecipada (em 2016 a vacinação começou no final do mês de abril) em duas semanas devido ao aumento  do número de casos de gripe no ano passado.
 
 A VACINAÇÃO 

Em Sapiranga
 a ação ocorrerá em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e de Estratégia de Saúde da Família (USFs). As doses só não serão disponibilizadas na UPA 24 Horas, na Unidade de Saúde Especializada (USE) e no prédio da Secretaria de Saúde (ao lado do Hospital Sapiranga), porque estes locais são voltados a serviços de atendimento de emergência e de especialistas.

Em 2016, a imunização em Sapiranga ultrapassou os 90% nos grupos prioritários (a meta era 80%), sendo liberadas mais de duas mil doses para a comunidade não inserida no público-alvo. No total, mais de 20 mil doses foram distribuídas em Sapiranga no ano passado. Para este ano, a meta (o governo a aumentou de 80% para 90%) é vacinar cerca de 19,2 mil pessoas inseridas nos grupos prioritários. 

O Ministério da Saúde anunciou que o Dia de Mobilização Nacional, mais conhecido como Dia D, agendado inicialmente para 6 de maio em todo o País, foi reagendado para 13 de maio. A campanha deve se estender até 26 de maio, podendo ser prorrogada caso as metas estabelecidas não sejam minimamente alcançadas. 
 
 
 
 CONTRAINDICAÇÃO 

Não é recomendada a vacina
 para pessoas com histórico de reação anafilática (alérgico ao antídoto), alergia ao ovo da galinha e seus derivados e que pessoas que apresentem quadro de febre alta. Ao receber a dose podem ocorrer algumas reações, como é comum um leve avermelhamento da pele, endurecimento e dor no local da aplicação.
 
 O VÍRUS 
 
A transmissão do vírus ocorre principalmente através do contato de partículas eliminadas por pessoas infectadas ou no contato com mãos e objetos contaminados por secreções, muito comum em ambientes fechados, e nos lugares com maior número de pessoas concentradas. Por isso, é preciso adotar medidas simples como limpar as mãos com frequência; uso de lenço descartável para higiene nasal; cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir; higienizar as mãos após tossir ou espirrar ; evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca; não partilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal; evitar aperto de mãos, abraços e beijo social; ambientes com aglomeração; evitar visitas a hospitais e ventilar os ambientes. Todas estas regras ajudam no combate à proliferação do vírus. 
 
A composição das vacinas foi ampliada neste ano. As vacinas Influenza Trivalentes terão três tipos de cepas de vírus em combinação, dentro das seguintes especificações: um vírus similar ao vírus influenza A/Michigan/45/2015 (H1N1)pdm09; um vírus similar ao vírus influenza A/Hong Kong/4801/2014 (H3N2); e um vírus similar ao vírus influenza B/Brisbane/60/2008. As vacinas Influenza Quadrivalentes conterão dois tipos de cepas do vírus influenza Br: um vírus similar ao vírus influenza B/Phuket/3073/2013;  um vírus similar ao vírus influenza A/Michigan/45/2015 (H1N1)pdm09; um vírus similar ao vírus influenza A/Hong Kong/4801/2014 (H3N2); e um vírus similar ao vírus influenza B/Brisbane/60/2008.
 
 A GRIPE 

A gripe  é uma doença respiratória causada pelo vírus Influenza que provoca febre, tosse, dor de garganta, dores no corpo e mal estar. Nos casos mais agudos pode causar inflamações como otites (inflamação dos ouvidos) e pneumonias, podendo levar à internações ou nas situações mais extremas ao óbito. As pessoas que apresentem estes sintomas devem procurar a unidade de saúde mais próxima ou atendimento médico imediatamente para verificação se o caso é ou não de Gripe A e se é necessária medicação imediata.

A transmissão dos vírus influenza ocorre pelo contato com secreções das vias respiratórias que são eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. Também ocorre por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com mucosas (boca, olhos, nariz). À população em geral não incluída nos grupos prioritários, o Ministério da Saúde orienta a adoção de cuidados simples como formas de prevenção: lavar as mãos várias vezes ao dia, cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar, evitar tocar o rosto e não compartilhar objetos de uso pessoal, entre outros.
 
Em caso de síndrome gripal, a recomendação é procurar um serviço de saúde o mais rápido possível. A vacina contra a gripe não é capaz de eliminar a doença ou impedir a circulação do vírus. Por isso, as medidas de prevenção são tão importantes, particularmente durante o período de maior circulação viral, que é entre os meses de junho e agosto. 
 
Também é importante lembrar que, mesmo pessoas vacinadas, ao apresentarem os sintomas da gripe – especialmente se são integrantes de grupos mais vulneráveis às complicações – devem procurar, imediatamente, o serviço médico.

Os sintomas da gripe
 são: febre, tosse ou dor na garganta, além de outros, como dor de cabeça, dor muscular e nas articulações. Já o agravamento pode ser identificado por falta de ar, febre por mais de três dias, piora de sintomas gastrointestinais, dor muscular intensa e prostração.
 
 
 PÚBLICO-ALVO EM SAPIRANGA 
 
Crianças entre 6 meses e 4 anos 11 meses e 29 dias.......4.941 (1.799 com até menos de 2 anos e 3.142 de 2 a menos de 5 anos)
Trabalhadores da área da saúde........................................1.165
Gestantes...............................................................................899
Puérperas...............................................................................148
Idosos..................................................................................6.675
Portadores de comorbidades...............................................5.471  
Professores.............................................................................984
Total....................................................................................20.283
 
 
 
  
 UNIDADES E HORÁRIOS PARA VACINAÇÃO EM SAPIRANGA  **
Segunda à sexta-feira *
 
Unidade Sanitária – 7 horas às 18h30
UBS Centenário – 7 às 18 horas
UBS São Jacó – 7 às 13 horas
UBS Ferrabraz – 7 às 13 horas
UBS Amaral Ribeiro – 7 horas às 18h30
UBS São Luiz – 7 horas às 18h30
UBS Vila Irma - 7 às 18 horas
ESF João Goulart – 7 horas às 18h30
ESF Oeste – 7 horas às 18h30
ESF São Paulo – 7 horas às 18h30
ESF Morada São Luiz – 7 horas às 18h30
 
* A Secretaria de Saúde alerta que é preciso ter calma e respeitar os horários dos postos. Se não for possível ir durante o dia (lembrando que as unidades não fecham ao meio-dia) , o usuário deve chegar, pelo menos, com uma hora de antecedência antes do fechamento para evitar problemas no atendimento. 
** Não haverá ponto de vacinação na UPA 24 Horas, USE e Secretaria de Saúde, já que estes espaços são exclusivamente para atendimentos especializados
 
 
 
voltar